Ir para acessibilidade
inicio do conteúdo

Banca de DEFESA: ACACIA PINHEIRO ALVARES FERNANDES DA SILVA

2022-11-23 21:20:45.829

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ACACIA PINHEIRO ALVARES FERNANDES DA SILVA
DATA: 09/12/2022
HORA: 14:00
LOCAL: On-line: meet.google.com/irg-ekaa-iix
TÍTULO: TRADUÇÃO, ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL E VALIDAÇÃO DO GILLETTE FUNCTIONAL ASSESSMENT QUESTIONNAIRE (FAQ) PARA O PORTUGUÊS BRASILEIRO EM PACIENTES COM PARALISIA CEREBRAL CRIANÇAS, ADOLESCENTES E ADULTOS
PALAVRAS-CHAVES: Paralisia cerebral, Marcha, Questionário, Medidas de autorrelato.
PÁGINAS: 61
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO: Objetivo: A proposta deste estudo foi realizar a tradução, adaptação transcultural e validação para o português brasileiro do questionário Gillette Functional Assessment Questionnaire (FAQ). Métodos: A tradução e adaptação transcultural foi realizada de acordo com recomendações internacionais do COSMIN (2019) e diretrizes de Beaton (2000). O FAQ foi aplicado em uma amostra de 102 pacientes com diagnóstico de paralisia cerebral. Foram avaliados a validade de construto e os efeitos ceiling e floor. A validade do construto foi avaliada por meio do coeficiente de correlação de Spearman (rho). O escore do FAQ foi correlacionado com os demais instrumentos empregados no estudo: Escala de Mobilidade Funcional (FMS) e Classificação da Função Motora Grossa (GMFCS). Uma subamostra de 50 pacientes foi usada para avaliar a confiabilidade teste-reteste usando o coeficiente de correlação intraclasse (CCI), erro padrão da medida (EPM) e diferença mínima detectável (DMD). Resultados: A versão brasileira do FAQ apresentou excelente confiabilidade teste-reteste da fisioterapeuta (CCI = 0,99) e do respondente (CCI = 0,97), bem como excelente confiabilidade interexaminador (CCI = 0,94). O EPM foi de 0,23 (fisioterapeuta), 0,47 (respondente) e 0,64 (interexaminador), enquanto que a DMD foi de 0,64 (fisioterapeuta), 1,29 (respondente) e 1,76 (interexaminador). A classificação da função motora grossa apresentou alta correlação com o FAQ aplicado pelo fisioterapeuta (rho = -0,89) e pelo respondente (rho = -0,87). A FMS- 5m obteve alta correlação com o FAQ aplicado pela fisioterapeuta e pelo respondente (rho = 0,88 e rho = 0,87, respectivamente). A FMS-50 e FMS-500 apresentaram correlação muito alta com o FAQ aplicado pela fisioterapeuta (rho = 0,91 para ambas) e correlação alta com o FAQ aplicado pelo respondente (rho = 0,89 e rho = 0,88, respectivamente). A versão brasileira do FAQ não apresentou os efeitos ceiling and floor. Conclusão: O FAQ apresentou propriedades de medidas adequadas em pacientes com paralisia cerebral indicando ser possível o seu uso como medida de mobilidade funcional da marcha no Brasil.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADRIANA SOUSA RÊGO - CEST
Presidente - 2409611 - ALMIR VIEIRA DIBAI FILHO
Interno - 3229371 - ANDRÉA DIAS REIS
Externo à Instituição - HÉRCULES RIBEIRO LEITE - UFMG

fim do conteúdo