Ir para acessibilidade
inicio do conteúdo

Seção Extra

LINHAS DE PESQUISA

Linhas de Pesquisa

 

As linhas de pesquisa do Núcleo são delineadas com base numa demanda da realidade associada às condições de funcionamento do curso. Há uma preocupação no direcionamento da produção científica relacionada com a promoção da interdisciplinaridade, da produção coletiva e, principalmente, do estudo de temas em sua maior amplitude e profundidade.

 

HISTÓRIA, POLÍTICAS EDUCACIONAIS, TRABALHO E FORMAÇÃO HUMANA

 

Por meio de diferentes abordagens teórico-metodológicas investiga as relações entre educação e sociedade, destacando o papel do Estado, das instituições escolares e dos sujeitos sociais na elaboração, implementação, monitoramento e avaliação de políticas educacionais, numa interação/conexão com o mundo do trabalho no espaço-tempo. No campo da história da educação, inclui a história das instituições escolares e dos sujeitos sociais da educação, a cultura material e escolar e o livro, a leitura e os espaços de sociabilidade, por meio do resgate da memória, biografias e autobiografias. No campo das Políticas Educacionais, inclui entre outros temas as reformas educativas e seus condicionantes, as relações movimentos sociais e educação, a gestão e organização dos sistemas educacionais e das instituições educativas e as conexões entre sistema produtivo, trabalho e educação. No campo da cultura e produção de conhecimentos, enfatiza as relações entre saberes e poderes na escola e nas práticas escolares, os movimentos sociais urbanos e cotidiano escolar, enfatizando também a segregação espacial e escolar, com destaque para a linguagem e os problemas relativos aos diferentes códigos linguísticos.

 

INSTITUIÇÕES EDUCATIVAS, CURRÍCULO, FORMAÇÃO E TRABALHO DOCENTE

 

Esta linha adota as instituições educativas como objeto de análise, enquanto espaços de formação do cidadão e recriação de conhecimentos e de realização de práticas educativas. Destaca a escola como unidade de processos e relações diversas, por vezes, contraditórias, construídas nas experiências cotidianas, nas quais interagem as dimensões pedagógica, organizacional e sócio histórica e político-cultural. Nesta linha de pesquisa, destacam-se como objeto de estudo os saberes escolares e formação do educador, como elementos relevantes para a compreensão do processo de formação escolar. Os saberes escolares serão analisados a partir de categorias teóricas, tais como a ideologia, trabalho, cultura, poder e controle social, currículo oficial e currículo real, desvelando interesses e critérios presentes na seleção e organização dos conteúdos escolares. A formação do educador é analisada numa articulação com a história de constituição das instituições formadoras e da profissão docente. Dessa forma, entende-se que esta linha de pesquisa contribui para a intensificação da produção teórica, permitindo a leitura crítica de realidades específicas, marcadas por condições econômicas, políticas, culturais e sociais adversas. No contexto regional, a relevância torna-se bem maior, considerando o confronto das intenções das políticas educacionais com as experiências da população e os resultados educacionais. O trabalho docente é compreendido numa dimensão sociohistórica e será tratado nesta linha em suas condições subjetivas e objetivas.

 

DIVERSIDADE, CULTURA E INCLUSÃO SOCIAL

 

Esta Linha de Pesquisa permite pensar e refletir sobre o estatuto do outro, sempre em uma perspectiva relacionada com a diferença e centrada na diversidade. As pesquisas vinculadas nesta Linha elegem como objeto de análise a cultura, o imaginário, a educação especial/inclusiva e as relações de gênero, evidenciando a mulher, como sujeito e objeto de estudo. Só assim a construção de novos conhecimentos possibilitará superar preconceitos, em uma aparente realidade contraditória e múltipla, apreendendo-a com o outro, de maneira que o lugar da diferença e da diversidade, não faça desaparecer as identidades, dando ensejo a inclusão no espaço acadêmico e, por conseguinte, social. Também, valoriza culturaem seu duplo sentido antropológico (conjunto das representações e dos comportamentos do homem, enquanto ser social; e processo dinâmico de socialização, pelo qual todos os fatos da cultura se comunicam e se impõem em determinada sociedade) e tem sua disseminação pelos processos educacionais ou pela difusão de informações em todas as estruturas sociais, através dos meios de comunicação de massa.

 

 

fim do conteúdo